RÁDIO WEB CEDEPPE

História, Arte, Comunicação e Gestão

Pedimos sua atenção para este vídeo.

FRASE DO DIA

O homem que lisonjeia o seu próximo arma uma rede aos seus passos.

Provérbios


Ouça a Rádio CEDEPPE em seu computador, com os aplicativos:

Winamp, iTunes   Windows Media Player   Real Player   QuickTime 

Associe-se => AQUI

Pense em associar o seu local de trabalho pois as empresas associadas e seus funcionários têm à sua disposição uma série de benefícios que contribuirão para o fortalecimento de seus negócios.

Entre eles destacam-se :

  • Para os associados Pessoas Físicas, grande aumento de visibilidade e empregabilidade. Veja algumas AQUI.
  • Para associados Pessoas Jurídicas, geração de negócios através de REPRESENTAÇÃO e um braço forte em organização gerencial e operacional. Associe no Formulário colocado AQUI.
  • Inclusão na comunidade  CEDEPPE/ORGPLURAL, possibilitando o intercâmbio de informações de oportunidades;
  • Divulgação facilitada e segura para as melhores empresas
  • Gerenciamento de Projetos por profissionais certificados e de alta competência
  • Assessoria personalizada em Web / Banco de Dados
  • Assessoria Jurídica para consultas e pareceres de interesse geral. Condições especiais para a contratação de escritório jurídico especializado em comércio, tributação, temas trabalhistas, de segurança ocupacional e de comércio exterior. 


Ruas em Santos, Rio, Cubatão, São Paulo

Galeão Coutinho

Rua  - Bairro: Embaré

C. Av. Dr. Pedro Lessa (prolongamento)

F. Av. Siqueira Campos (597).

Pela lei nº 1.499, de 6 de junho de 1953, do prefeito municipal, dr. Antônio Feliciano, foi a Prefeitura autorizada a denominar Galeão Coutinho uma das ruas da Cidade. Regularizou-a decreto nº 649, de 29 de março de 1954, do mesmo chefe do Executivo, que outorgou o nome do vigoroso jornalista e escritor à Rua nº 478, conhecida por Rua Bambual.

Projeto de lei nº 207, de 1951, aprovado pela Câmara Municipal na sessão extraordinária realizada a 28 de maio de 1953, de autoria do vereador Salvador Evangelista. Aliás, o autor do projeto de lei indicara a Rua Projetada 494, que já havia recebido o nome do ministro Morvan Dias Figueiredo pela lei nº 1.169, de 1950, como também sugerira figurasse nas placas denominativas a inscrição: Jornalista e Escritor, bem assim as datas do nascimento e falecimento do homenageado.

Salisbury Galeão Coutinho nasceu em Curral Del Rey, hoje Belo Horizonte, a 26 de setembro de 1897. Foi registrado em Pádua, no Rio de Janeiro, para onde a família se transferiu logo após seu nascimento.

Recebeu o nome de Salisbury porque quando nasceu era primeiro-ministro do Império Britânico lorde Robert Salisbury. Iniciou-se no Jornalismo em Santos, como redator de A Tribuna, em 1915. Depois de algum tempo, foi para A Gazeta de S. Paulo, onde galgou todos os postos, até o de redator chefe.

Fundador de Edições Cultura Brasileira. Tornando-se escritor, publicou vários livros, tais como os seguintes: Vovô Morungaba, Confidências de Dona Marcolina, A Vocação de Vitorino Lapa, O Último dos Morungabas, A Vida Apertada de Eunápio Cachimbo e Parque Antigo (versos).

Trabalhou também nos jornais Correio Paulistano, Jornal da Manhã, Jornal de S. Paulo e Jornal de Notícias, do qual era diretor quando morreu, como também colaborador diário de A Tribuna. Vitima de acidente de avião, quando viajava do Rio de Janeiro para S. Paulo, faleceu a 17 de setembro de 1951.


Voltar ao Topo